Em entrevista, Chavo Guerrero fala sobre treinar as atrizes de GLOW e rasga elogios para Kharma

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

Chavo Guerrero, ex-lutador da WWE, é um dos integrantes da equipe de produção da série GLOW, do Netflix. Ele treina as atrizes para que elas possam reeditar no ringue os movimentos da série original. Em entrevista ao Wrestlezone, ele falou sobre diversos pontos das gravações e ainda rasgou elogios para Kharma, afirmando que foi surpreendido por suas habilidades como atriz.

Confira a entrevista:

Sobre a diferença de treinar o elenco feminino na segunda temporada do GLOW:

Chavo: Nós às treinamos na primeira temporada para fazer muita coisa, mas quando você chega ao ponto de lutar, não podemos voltar atrás. Então, nós queríamos facilitar isso. Na primeira temporada, você vê algumas delas lutando, mas não todas.

É a mesma coisa que aconteceu no  GLOW original. Na série original do GLOW, aquelas garotas não foram tão boas naquela primeira temporada quanto conseguiram ao longo dos anos. Nós permanecemos fiéis a como era no GLOW original.

Ao tentar manter o GLOW da Netflix historicamente igual:

Chavo: Quando Liberty Bell fez a tesoura na Welfare Queen… foi a ideia dela. Eu estava tipo, “Eu não sei se você pode fazer isso, é um pouco avançado”. Betty Gilpin olhou para mim e disse: “Eu posso fazer isso”. Nós praticamos e ela conseguiu imediatamente. Ela estava pulando e acertou direto. Elas estavam fazendo tesouras e coisas assim.

Elas queriam fazer isso. Na verdade, elas queriam fazer outras coisas e eu falei: “Não, você não pode fazer isso porque essa sequência ainda não foi inventada. Esse movimento não foi executado até 1995. Você não pode estar fazendo isso em 1985! ”

No desempenho de atuação de Kia Stevens (Kharma) nesta temporada, especificamente no episódio quatro “Mother of All Matches”:

Chavo: Como ela era incrível? Você não sabia que ela era esse tipo de atriz. Eu não sabia que ela era esse tipo de atriz quando ela era Kharma. Eu a conhecia como Kharma. Então, quando eu a vi pela primeira vez na primeira temporada, eu não a conhecia como Kia Stevens. Eu apenas a conhecia como a chefe de todas as garotas. Eu apenas a conhecia como esse monstro que ia matar pessoas! É assim que ela é boa. Ela pode mudar de Kharma para Welfare Queen e Kia Stevens.

Nossos escritores são tão bons e eles obviamente confiam em Kia para colocá-la naquele episódio pesado e eles não a protegem de ser uma atriz. Eles a colocaram lá com força total e ela deu show. Ela estava lá com Betty Gilpin, que é uma atriz talentosa, e então Betty iria se virar e ficar no ringue com Kia! Foi incrível.

Em suas opiniões sobre o personagem racialmente sensível da Welfare Queen:

Chavo: É TV, é um filme e é assim que eu me aproximei de qualquer personagem da WWE. As pessoas não gostaram do Kerwin White. Eles diziam: “É racista demais, é demais isso …” ou isso também. Eu sempre estive tipo: “Estamos interpretando um personagem, não é real. Eu não estou realmente andando por aí denunciando a minha herança mexicana e vestindo uma pólo com cores pastel. É o personagem que estou interpretando (…) Ela está puxando as cordas do coração das pessoas e fazendo você esquecer que ela é Kharma.

Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *