Como os lutadores que abriram a WrestleMania 33 foram desperdiçados pela WWE

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

O Camping World Stadium, em Orlando, já recebia um grande público quando os primeiros lutadores ingressaram na pista que dava acesso ao ringue da WrestleMania 33. Primeiro veio Austin Aries depois Neville.

Uma luta boa entre dois atletas que já vinham trabalhando juntos a um bom tempo. Vitória para Neville. No mês seguinte, Aries levou a melhor, mas por DQ, ficando sem o cinturão. O terceiro embate veio no Extreme Rules. Em uma luta de submissão, deu Neville novamente.

No Great Balls of Fire, Akira Tozawa já aparecia como desafiante de Neville, e Aries já deixava a empresa.

 

Aqui, em julho de 2017, a WWE já assinava seu primeiro desperdício. Os motivos ainda são desconhecidos e muito se diz que Aries não saiu por vontade própria e sim por um ambiente ruim no vestiário.

A história de Neville foi um pouco mais longe. Ainda que tenha perdido rapidamente o cinturão para Akira Tozawa, o fim de sua era como campeão do 205 Live veio mesmo em setembro, contra Enzo Amore.

Depois disso, um sumiço sem explicações oficiais e a liberação de Neville, no segundo desperdício da WWE.

Os pecados da WWE

Aries e Neville são duas estrelas do PW. Não a toa assinaram com a WWE e tiveram destaque no NXT. Neville aliás colocou cinturão na cintura durante sua passagem pela brand amarela. No roster principal, os dois, infelizmente, encontraram um 205 Live pré-Triple H. A brand roxa demorou para se encontrar e desperdiçou muitos combates bons envolvendo seus lutadores.

Neville e Aries, ainda assim, sobravam. Dava para ver que os dois, com méritos, dividiam a pouca curiosidade que restava nos fãs durante as lutas do peso-cruzador. Mas, a passagem dos dois lutadores pela WWE não poderia acabar de forma mais melancólica.

 

Enzo Amore foi um mal necessário para o 205 Live. Foi preciso ridicularizar a brand para que Triple H assumisse o comando e o rumo das coisas. Desde então, Cedric Alexander, Mustafa Ali, Murphy, Hideo Itami e tantos outros começaram a aproveitar, novamente, o que o PW pode oferecer.

O problema é que Neville e Aries não puderam aproveitar da mesma forma. Aries já colecionava títulos fora da WWE quando essas mudanças atingiram o peso-cruzador. Neville ainda tinha contrato com a empresa, mas, motivos desconhecidos e um descontentamento claro com a situação anterior, impediram esse retorno.

O que poderia ter sido

Imaginem Neville e Aries no novo 205 Live? Até onde poderiam chegar? Mais do que isso, ambos poderiam lutar por coisas grandes em RAW e SmackDown, como já provaram ao longo de suas carreiras.

Ok, Neville teve seu destaque durante sua passagem pela empresa. Foi um dos principais nomes do NXT, lutou em King of the Ring, Money  in the Bank, Survivor Series e foi campeão no 205 Live. Mas, é claro que poderíamos ver mais, muito mais!

Um Neville x Daniel Bryan ou um Austin Aries x AJ Styles poderia muito bem encabeçar um PPV.

Quem sabe estas saídas tenham sido necessárias para que a WWE olhasse com carinho para seus outros lutadores. De qualquer forma, fica a tristeza pelo desperdício que foram as passagens de ambos pela brand roxa.

Você também pode gostar de ler:

A sequência de erros da WWE que destruiu o crescimento de Asuka no roster principal

Um Hell in a Cell empolgante, com final questionável

Top 10: lutadores(as) e times do NXT que mais geram expectativa para o futuro da WWE

Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *