Memórias de WrestleMania: por Mário Magalhães do “Visão Brasileira”

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

The Undertaker vs. Shawn Michaels – Wrestlemania XXVI

Este grande momento que escolhi, se define muito porque reúne dois de meus grandes ídolos do Wrestling, HBK e Deadman. Sempre fui de acompanhar os shows, via internet nos tempos atuais e via tv, mas como sou das antigas, acompanho desde os bons tempos do Super Catch, na extinta TV Manchete, na década de 90, passando por um período a ver os shows em VHS e depois pela Chilevision e depois no curto tempo do SBT.

O ano deste combate foi o de 2010, ano que deixei o Rio Grande do Sul, para morar em Fortaleza, no Ceará, mas nesta altura ainda era apenas um fã de wrestling, somente no ano seguinte, em 2011, comecei a integrar o site Wrestling.PT, de Portugal, como cronista da coluna Visão Brasileira, que completa 8 anos em maio e encontra-se com 390 edições.

Me lembro muito desta rivalidade, com dois grandes ícones da WWE. Shawn Michaels queria muito a revanche do combate em que eles fizeram no ano anterior, na Wrestlemania XXV. Undertaker era o World Heavywieght Champion e HBK só conseguiu a atenção de Taker, após atacar o campeão no PPV Elimination Chamber, fazendo-o perder o cinturão para Chris Jericho. 


Depois disso, Undertaker aceitou o combate, mas tinha uma condição, que HKB colocasse sua carreira em jogo, contra a invencibilidade de Undertaker. A luta foi sensacional, assim como a do Wrestlemania XXV, Shawn Michaels resistiu fazendo um dos melhores combates de todos os tempos da WrestleMania, mas após, acertar um tapa na cara de Undertaker, sofreu o terceiro Tombstone no combate, e foi derrotado. 

Assim a invencibilidade de Undertaker se manteve e Shawn Michaels encerrava sua carreira. Naquele dia, ao final da luta, pela primeira vez, eu choraria, mesmo sabendo que é tudo “marmelada”, como quem não gosta diz. Via ali, um dos grandes nomes do Wrestling e um dos lutadores, que me fez ser um grande apaixonado pela WWE, despedir-se dos ringues. Naquela altura toda a aura da streak de Undertaker, ainda existia e naquela altura ele chegava a incrível marca de 18 a 0.

Chorei naquele dia, pois era naquela altura, era para mim a última vez que veria uma luta de um dos ícones da minha infância. Não contava com seu retorno naquele evento da Arábia Saudita, de 2018, mas nem é bom lembrar, para mim é como se ele nem tivesse combatido. Para encerrar gostaria de deixar as palavras de Shawn Michaels, no Raw do dia seguinte a Wrestlemania XXVI.

“Aos 23 anos, eu comecei a aparecer em casa de cada um de vocês toda semana. E a ideia de agora aos 44, não aparecer na sua Tv toda semana, vai ser, vai ser meio difícil me acostumar. Fico feliz em ver vocês me agradecerem, mas eu tenho que dizer que eu é que agradeço vocês, porque por um longo tempo, este ringue e vocês foi tudo o que eu tive na vida, entrava noite e saia noite. Pessoal vocês eram os únicos no mundo que faziam eu me sentir eu mesmo. Eu passei a maior parte de minha vida adulta, com cada um de vocês, mais do que passei com minha própria família e eu não me arrependo. Eu agradeço demais por me darem a honra e o privilégio de vir aqui e poder me mostrar para vocês todas as noites da minha vida. E para Rebecca, Cheyenne e Cameron, meus amores, papai esta indo para casa. Foi assim que começou e é assim que vai acabar, senhoras e senhores, The Heartbreak Kid, Shawn Michaels, deixa o recinto.”

Visite o Visão Brasileira

Confira todos os capítulos do especial Memórias de WrestleMania

Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *